Resenha: Ponto sem Retorno, Gabriela Simões

Blog Caos da Imaginacao

Giselle Levy é meio-bruxa e vive isolada do mundo com o seu avô, escondida do olhar do rei. É cuidadosa e astuta, contudo, numa tentativa de sobreviver, foi apanhada e chantageada por um dos príncipes de Kendrad, Cristian, que promete não a entregar, se ela for trabalhar para o palácio. Num dilema, ela coloca em perigo a sua identidade e passa a trabalhar no palácio, onde terá de lidar com as constantes tentativas de sedução do príncipe Cristian, os misteriosos olhares de príncipe Eli, os encontros escondidos com o seu melhor e único amigo, Rylan, e um rei desumano com segredos obscuros. Giselle vive numa constante incerteza e angústia de ser descoberta, amargurada pelo facto de não poder ser livre, encontra uma misteriosa sala, com um poderoso encantamento que poderá mudar tudo. Assertiva, inteligente e defensiva, irá deparar-se com uma escolha que mudará para sempre a sua vida e a ideia que tem si própria.

Foto 08-09-2018 12 42 46

Gente do céu, como não se apaixonar por esse livro? Giselle é o tipo de protagonista que amamos ou odiamos logo de cara, no meu caso ambas. Ela é rebelde e odeia ser contrariada, mas ela tem seus motivos, sua vida é completamente limitada e vive em constante fuga para que o Rei de Kendrad jamais descubra sobre sua descendência mágica, afinal é completamente proibido pessoas com habilidades mágicas.

O reino de Kendrad era pacífico, onde humanos e bruxos viviam juntos, mas algo aconteceu e o Rei decretou a captura de todos aqueles com habilidades mágicas. Alguns fugiram e outros permaneceram para lutar contra aquele rei perverso, mas no fim foram derrotados e tratados como abominações, os poucos sobreviventes receberam uma morte horrorosa, em plena praça eles foram queimados.

Ler esse livro despertou um sentimento de angustia, me lembrei da Inquisição a caça as bruxas, e pra mim isso foi uma lembrança dolorosa, porque para mim pouco me importa as diferenças de crenças, religiões, ou sexo, nenhum ser humano merece uma morte tão cruel e abominável assim. Divaguei… enfim voltemos ao livro…

Gisele é uma bruxa com poderes incríveis mas ela raramente usava seus poderes, devido ao constante medo da uma retaliação por parte do Rei, ela se mantinha sempre em alerta para jamais ser identificada. Sua sobrevivência era uma constante luta para se manter segura e os pequenos momentos de liberdade que tinha era cavalgava em Nessie, sua égua branca, ou quando estava com Rylan, seu melhor amigo e o único que a entendia. Juntos eles desejavam fugir daquele reino hostil, mas devido a frágil saúde de seu avô ela não podia partir.

Foto 08-09-2018 12 42 53

A nossa bruxinha, bem tecnicamente meio – bruxa já que sua mãe era uma bruxa de sangue puro e seu pai um simples humano, tenta viver o mais discretamente possível. Mas a única forma de conseguir alimento em medidas extremas é roubando, o que era sempre perigoso. E justamente nesse dia haviam muitos guardas, afinal era dia do desfile dos Príncipes. E nessa tentativa para conseguir algo, ela acaba sendo descoberta por Cristian, um dos príncipes de Kendrad, que fica encantado com a beleza da moça e faz um acordo com ela. Em troca de guardar seu segredo ela deve ir trabalhar no palácio.

“É fácil atacar um alvo comum, os humanos são especialistas nisso. Criam as suas defesas nas fraquezas dos outros.”

O castelo seria o lugar mais perigoso para uma bruxa que estava prestes a completar 18 anos, além dos guardas treinados para localizar magia, o Rei estaria lá, e seus constantes pesadelos em que ela era queimada viva a assolavam com sua presença tão próxima.

“Não importa as vezes que tenha este sonho, a morte será sempre o tenebroso vazio da incerteza e do medo.”

Foto 08-09-2018 12 44 42

Ela também descobrira que aquelas frias paredes do palácio guardam seus próprios segredos, passagem escondidas e inúmeros feitiços. Mas o pior de tudo seria o que fazer com o que sente pelos futuros governantes do reino, afinal era impossível negar que as constantes investidas de Cristian e os olhares de Eli não a fizessem sentir nada.

“Abandone as expetativas e abra as asas para as inesperadas surpresas que o mundo lhe oferece. Pode surpreender-se…”

Devo dizer que amei esse livro, fiquei pasma de mais com esse final, gente do céu! Agora não consigo parar de quer o próximo. O livro foi muito bem escrito, com certeza a autora Gabriela Simões soube criar uma história envolvente e cheia de mistério, foi viciante do começo ao fim. Me apaixonei perdidamente pelos seus personagens, principalmente pelos príncipes. Se foi impossível para mim decidir por qual dos dois me apaixonar mais, imaginem a coitada da garota, no meio de todo aquele charme. Num jogo de sedução entre eles, vishi, me arrepiei! Com certeza eu me diverti muito com essa trama cheia de reviravoltas incríveis que a autora soube criar perfeitamente.

 “— A vida é um jogo, no qual nós nada mais somos do que meros peões — começa. — Existem destinos aos quais não podemos fugir. Como num jogo de xadrez; o nosso objetivo é não sermos apanhados, e continuar em jogo o máximo de tempo possível. No entanto, o jogo irá acabar. Não importa as voltas que dermos ou o tempo que joguemos.”

 

Como vocês sabem, eu sou apaixonada por esse gênero, livros de fantasia sempre foram o meu fraco. Não vejo a hora de ler o segundo livro dessa saga incrível, fico imaginando o que ela está planejando para a próxima aventura. Não deixem de conferi esse livro cheio de romance, magia e uma trama mais que impressionante. Vocês também vão amar esse livro.

Só tenho o que agradecer a autor, por ter me escolhido para resenhar sobre esse livro. Ele com certeza foi um dos melhores lidos esse ano. Ela está de parabéns, é uma história que vale a pena ler. De verdade eu ainda estou aos suspiros pelos príncipes.

“Dentro de mim, uma vontade de afirmar a raiva que sinto por ele, por não ter cumprido a sua palavra, é cortada pelo alívio e felicidade crescente. Odeio-o ainda mais por isso.”

 

Foto 08-09-2018 12 46 14

caos png

Anúncios

2 comentários Adicione o seu

  1. Lunna Guedes disse:

    Olá, gostei de seu blogue e de seu estilo de escrita. Seja bem vinda ao grupo e grata por nos escolher.
    Olha, você falou de uma coisa que me incomoda imenso até por perceber que pouco ou nada mudou desde a inquisição. Continuamos julgando e condenando as pessoas por suas diferenças. Seguimos intolerantes e a nos ocupar da vida das outras pessoas porque nos incomoda imenso.
    Não conhecia esse livro, mas sou leitora clássica. aff
    Isso parece estranho de dizer, mas já tive a fase dos ficcionais. sei lá o que houve comigo. Deve ser a idade. rs

    bacio

    Curtido por 1 pessoa

  2. geilsolimeira disse:

    Resenha incrível, adorei a resenha já quero ler.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s