Entrevista com Erika Gomes

.çed

Olá caóticos, o que andam aprontando?

Eu, estou botando em dias tudo que que ficou pendente nesses dias, por isso minhas sinceras desculpas a todos os meu leitores.

Mais voltei com tudo, e espero que vocês estejam prontos para mais uma entrevista com uma autora incrível que eu tive o prazer de conhecer, a escritora Erika Gomes, autora de Tenebris, uma obra incrível e  extraordinária.

Tenebris uma das poucas historias capazes de te surpreender com um enredo incrível e completamente novo, eu tive o enorme prazer de ler essa obra em e-book, mas não se enganem eu não vou sossegar ate tê-la em minhas mão esse romance maravilhoso.

  • Quando você percebeu que o seu destino era ser escritora?

Não gosto de falar sobre destino ou usar esse termo, acabo sentindo como se já estive destinado a acontecer. Gosto de pensar que as coisas acontecem conforme se luta por elas, então não percebi, somente aconteceu e quando me encontrei na escrita, não quis mais parar. Após 36 anos, me encontrei.

  • Como surgem as ideias para escrever um livro?

Depende, Tenebris é algo muito particular, uma trilogia que leva minha batalha interna. Em uma das muitas conversas sobre religião, Deus, bíblia e o diabo, meus primos me incentivaram a colocar no papel as ideias que habitavam minha mente. A duologia, foi somente um escape para um momento em que travei escrevendo Herdeira, fui brincar com um conto erótico e me empolguei, acabou surgindo dois livros hot.

  • Como foi escrever seu primeiro livro?

Empolgante.
Cada personagem que ganhava vida, cada página, todas as vezes em que amarrava uma situação a outra, ficava em êxtase. Sou apaixonada por Tenebris, amo cada pedacinho dos três livros.

  • De onde vem seus personagens? De alguma forma você se inspira em alguém que conhece?

Gosto de homenagear as pessoas que são importantes em minha vida, então batizo alguns personagens com os nome delas, mas não copio a personalidade e não busco ligar o real a fantasia. Agora os demônios e anjos de Tenebris, esses busquei com pesquisas e estudos.

  • Qual o seu livro e autor favorito? Você se guia por eles na escrita dos livros?

Tenho uma listinha linda: Cassandra Clare, P.C. Cast, Stephenie Meyer, FML Pepper. Não, paro de ler quando estou escrevendo, exatamente por não querer usar da essência de outra trama em meus livros. Mesmo que eu ame a escrita e seja apaixonada pela trama proposta, não me deixo influenciar.

  • Já cruzou com alguém lendo seu livro? Qual foi a sensação?

Infelizmente não vivi essa experiência pessoalmente, mas já recebi algumas fotos de pessoas com Tenebris e quase surtei. O que mais me encantou quando comecei a parceria com igs e blogs literários, foi poder ver Tenebris, através dos olhos deles e isso não há como definir em palavras.

  • Que tipo de público se destina o seu livro?

Ao leitor. Indeferi sua idade, crença ou sexo. Quem gosta de ler, quem gosta de se perder em páginas e quando acabar a leitura, fechar o livro e dar aquele suspiro de: “Esse vai deixar saudades” ou “Esse me fez repensar muitas coisas.” Esse é meu público alvo.

  • Enquanto você está escrevendo, você partilha a história com alguém para pedir conselhos?

No primeiro livro eu enchia o saco dos amigos, família, mas não tinha um retorno. Já nos demais, encontrei em uma parceira, minha outra metade. A Alice do IG @gnomaleitora, me ajuda muito, sempre me socorre e acaba me tirando dos bloqueios. Sem contar que ela tem uma sensibilidade para lidar com minhas tramas, consegue “me ler” como poucos, então acabamos com a mesma visão sobre o desenrolar dos livros.

  • Quanto tempo você demora a escrever um livro?

Outra coisa que depende. Tem livros que flui e a trama finaliza em dois meses, agora tem outros que os personagens parecem ter vida própria e querem sempre ir para outro caminho, o que acaba atrasando a escrita e quase sempre, me colocando em batalhas particulares.

  • Erika, o que você acha da profissão de escritor num país com pouca valorização pela leitura?

Não sei se posso chamar de profissão, já que a remuneração é quase nula. Então acredito que ser autor no Brasil é um caso de amor, são poucos os que consegue cair nas graças de uma multidão literária, conseguindo então, viver financeiramente disso, podendo nomear seu hobbie como profissão.

  • De todas as suas obras, tem alguma que seja a sua favorita?

A trilogia Tenebris, sem dúvida alguma. Cada página desses livros, foram escritas com a minha alma, desejo de todo meu coração que os leitores consigam ver, cada entrelinha, entender cada pedacinho e mergulhar nessa fantasia, carregada de verdades.

Gente, vocês também não acham a Erika um amor?

Mais uma vez obrigada Erika por essa oportunidade, e devo dizer que estou muito entusiasmada para ler o último livro da trilogia Tenebris. rsrsr Em breve sairá a resenha do segundo livro A Herdeira de Sheol, por isso fiquem ligados.

Então caóticos, espero que tenham gostado de conhecer um pouco mais da Erika, autora de Tenebris.

Livros:

Caos Café e Livros

Resenha publicada:

 

caos png

Anúncios

1 comentário Adicione o seu

  1. Emma Dias disse:

    amo amo de paixão

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s